Gestão de resíduos diminui impactos ambientais negativos

Gestão de resíduos diminui impactos ambientais negativos

O grande volume gerado, a presença de materiais perigosos ao meio ambiente e à saúde pública fazem com que os resíduos industriais sejam considerados uma problemática ambiental. Principalmente quando não é feito um manejo adequado desse material. Os efluentes domésticos e industriais, por exemplo, podem causar um sério desequilíbrio no ecossistema quando lançados sem tratamento em rios, lagos e córregos. O esgoto doméstico, por exemplo, consome oxigênio em seu processo de decomposição, causando a mortandade de peixes. Daí a importância em adotar um plano de gestão de resíduos.

Trata-se de um conjunto de atitudes (comportamentos, procedimentos, propósitos) que buscam a eliminação dos impactos ambientais negativos, associados à sua produção e destinação final. As melhores práticas na gestão de resíduos industriais são aquelas que se utilizam dos processos de reciclagem, reuso e reutilização, quando possível, ou da destinação final adequada dos rejeitos. Entre os exemplos, está a destinação do lodo, resultante dos efluentes industriais, para a produção de fertilizantes orgânicos para a agricultura. Desenvolver e implantar um plano de gestão de resíduos é fundamental para qualquer empresário que deseja maximizar as oportunidades e reduzir custos e riscos associados à gestão de resíduos sólidos.

Fases da gestão de resíduos

A gestão de resíduos pode ser dividida em quatro fases principais:
Geração – deve-se entender a quantidade e o tipo de resíduos, as razões pelas quais ele é gerado e encontrar oportunidades para prevenir ou reduzir sua geração;
Coleta e de transporte – devem ser realizados de forma eficiente e compatível com a classificação e quantidade dos resíduos gerados;
Tratamento e transformaçãoprocedimentos de tratamento adequados de acordo com a caracterização para a transformação dos resíduos em produtos úteis, quando possíveis;
Eliminação – deve-se dispor o rejeito em locais adequados, sem causar danos ao ambiente como, por exemplo, em aterros sanitários controlados.

Legislação vigente

A legislação ambiental, através de órgãos responsáveis como a Fepam e o Conama – Conselho Nacional do Meio Ambiente, dentre outros órgãos oficiais, determina normas a serem cumpridas para a correta destinação dos resíduos e penalidades para as empresas que realizarem o descarte inadequado dos mesmos. Todo gerador deve criar condições para uma correta triagem dos resíduos na origem a fim de lhes poder dar o destino mais adequado. Ele deverá ser classificado adequadamente utilizando a classificação constante na ABNT – NBR 10.004, já que compete ao gerador proceder à classificação dos resíduos que produz.

Transporte seguro

O plano de gestão de resíduos inclui o transporte desse material, que deve ser feito por empresas autorizadas e licenciadas pelos órgãos ambientais. É o caso da Desentupidora Porto Alegre RS, que conta com veículos de alta tecnologia certificados pelo INMETRO e uma equipe devidamente instruída e treinada para o transporte de resíduos. A empresa apresenta todos os laudos comprobatórios a cada etapa da gestão e do transporte de efluentes. São 15 anos de experiência na gestão de resíduos e em serviços como hidrojateamento, controle de pragas, limpeza de caixa d’água, entrega de água potável, limpeza de fossa e desentupimentos. A da Desentupidora Porto Alegre RS oferece orçamento completamente gratuito, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Entre em contato pelo fone (51) 3937-0633.

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.