Descarte correto do óleo de cozinha evita entupimentos

Caça vazamento identifica causa do aumento da sua conta de água
18/08/2016
Hidrojateamento Porto Alegre
19/08/2016
Mostrar Todos

Descarte correto do óleo de cozinha evita entupimentos

Muita gente não sabe, mas, quando descartado no ralo da pia ou junto com o lixo de casa, o óleo usado para fritar pastéis, batatas e outros alimentos é altamente prejudicial ao meio ambiente. O óleo vegetal – seja de soja, girassol ou canola – que vai para o ralo pode, como já alertado tantas vezes, entupir a tubulação de esgoto nas residências e da rede pública. E isso não se aplica, apenas, às grandes quantidades de óleo armazenadas em vidros e potes. Aquele pequeno resto que fica acumulado na panela e na frigideira, e que acaba sendo escoado junto com a água, no momento da lavagem, e vai parar na sua caixa de gordura, também pode gerar entupimentos.

Segundo a Sabesp, cada litro de óleo de cozinha contamina 25 mil litros de água. Se acabar no solo, o líquido pode impermeabilizá-lo, o que contribui com enchentes e alagamentos. Além disso, quando entra em processo de decomposição, o óleo libera o gás metano que, além do mau cheiro, agrava o efeito estufa. O acúmulo de gordura em passagens de esgoto pode causar entupimento, refluxo ou mesmo o rompimento de redes. Em rios, lagoas e mares, o despejo de gordura sem nenhum tratamento pode matar espécies aquáticas ao prejudicar a oxigenação destes ecossistemas, entre outros danos.

O que fazer após a fritura?

 

 

Para evitar que o óleo de cozinha usado seja lançado na rede de esgoto, várias cidades em todo o Brasil têm criado métodos de reciclagem, ajudando a gerar empregos e renda para diversas famílias. O resíduo pode ser reaproveitado por diversas indústrias, como de sabão, velas e ração animal. Mas o principal uso é para a fabricação de biodiesel. Se você ainda tem o hábito de jogar o óleo de cozinha pela pia, dá para ajudar a mudar essa realidade. Armazene-o em garrafas e procure postos de coleta na sua cidade.

De olho na caixa de gordura

A caixa de gordura é realmente algo que não pode ficar de lado em sua casa, pois é para lá que vai todos dejetos que descem pelas tubulações da pia de sua cozinha, tanto restos de comida como gorduras. Portanto, a caixa de gordura deve estar sempre limpa e com as devidas manutenções em dia, caso isso não aconteça, poderá vir a ocorrer sérios transtornos para você. O procedimento de limpeza da caixa de gordura é feito (quando for mecanicamente) através de caminhões auto vácuo. Após a realização desse serviço de limpeza, os dejetos coletados serão levados para o local adequado, assim poderão ter o correto descarte e um possível reaproveitamento. Para que este tipo de serviço seja realizado corretamente, é preciso de técnicos bem treinados e equipamentos qualificados.

 

Sabão caseiro com óleo usado

sabão com óleo de cozinha

Separamos uma receita simples e segura de preparar sabão com óleo usado:

 

Ingredientes:

231 litro de óleo de cozinha usado;

23200 ml de água;

23240 ml de soda cáustica líquida.

 

Modo de preparo: Utilizando um funil, coloque dentro de uma garrafa pet o óleo, a água e por último a soda cáustica. Balance um pouco a garrafa para que os produtos se misturem e tampe. Aguarde até que endureça, corte a garrafa em fatias do tamanho do tamanho desejado e desenforme o sabão.

Descarte correto do óleo de cozinha

Nossa empresa

Se o encanamento da sua casa ou estabelecimento comercial apresenta problemas a solução é chamar um profissional qualificado para resolver o problema. Presente no mercado há mais de 15 anos, a Desentupidora Laçador conta com todas as licenças necessárias exigidas pela CORSAN e FEPAM para a limpeza de fossa e sucção de resíduos. Também oferece tipos de serviços de desentupimentos, hidrojateamentos, controle de pragas, limpeza de caixa d’água e entrega de água potável. Solicite orçamento completamente gratuito 24 horas por dia, 7 dias por semana. Entre em contato pelo site www.desentupidorasportoalegre.com.br, ou pelo fone (51) 3072-7757.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *